Como visitar uma amiga que teve bebê

Categorias Postado por Maria Livia às 5/18/2011
Bom, finalmente nasceu. Aliás, já tem quase um mês! Falei aqui várias vezes da minha ex-melhor amiga do trabalho que engravidou dando um tempo no AC. Digo ex-melhor amiga não pq não goste mais dela, mas pq a própria situação acabou nos afastando.
Me lembro que quando ela me contou que estava grávida, a primeira coisa que me disse é que não queria que isso estragasse nossa amizade. Eu tb não queria. Mas nos afastamos aos poucos. Ela queria comentar da gravidez, dos US, dos sintomas e eu, simplesmente, não conseguia conversar naturalmente. Depois ela passou a querer almoçar com várias colegas que acabaram de ter nenê. Claro que eu fugia destes almoços, pois eu tb não precisava me jogar na fogueira desta maneira.
Acontece que os 9 meses se passaram e a bb nasceu. Recebi um torpedo me informando do nascimento e respondi. Depois recebi um e-mail com a senha para ver a foto da menina no site do hospital, mas não me senti a vontade para ver, então me respeitei e não vi. Combinei com uma amiga que tb está em tto de fazermos uma visitinha juntas. Só que algo está acontecendo.
Algumas coisinhas no meu trabalho me fizeram lembrar desta minha amiga. Daquela época em que não existia nenhuma gravidez entre a gente. Me lembrei da cumplicidade que tínhamos, das opiniões parecidas, do mesmo modo de ver e encarar a vida, de como era bacana estarmos juntas, de como nossas conversas eram agradáveis e de como nos divertíamos. Senti muitas saudades dela. A Liliana, minha terapeuta disse que estava vendo essa amiga apenas como parideira, rs. Acho que agora estou voltando a ver as outras qualidades dela.
A Liliana tb acha que devo encarar esta visita, que vai se melhor do que eu imagino. Lembro da outra amiga e seu bb que tb tive que visitar e como foi bacana. Vou tentar fazer isto esta semana. Depois eu conto como foi.
Torçam por mim!

1 comentários:

chaverdecomlimao on 7/20/2011 disse... [Responder Comentário]

Sabe que no início do ano, minhas duas irmãs (mais novas do que eu) anunciaram que estavam grávidas. Claro que bateu aquela inveja e a peguntinha básica "E por que eu não estou?". Acompanhei e ainda estou acompanhando a gravidez delas. Uma já ganhou no dia 04 de julho e a outra vai ganhar no final de agosto. Não vejo a hora de conhecer meu sobrinho, porque, embora eu não tenha engravidado ainda, consigo ficar muito feliz por elas. Não sei explicar. O que eu sinto é só aquele baque da notícia da gravidez. Vivo comprando roupinhas, presentes... Eu ainda consigo e espero não perder isso!

Deixe aqui seu pitaco!